terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

A Viagem



Havia algo estranho. Todos dentro do ônibus podiam sentir isso. Eles haviam saído de Forquilha no final da noite, em direção a Fortaleza. A estrada era perigosa, todos sabiam disso. Havia perigo de acidentes, assaltos... mas não era tudo. Havia algo de sobrenatural e temeroso no ar. Como se algo estivesse para acontecer...

Uma criança começou a chorar. A mãe colocou a cabeça da menina no peito e afagou-lhe os cabelos, tentando confortá-la.

Lá na frente, perto do motorista, uma velhinha rezava, segurando um terço.
O motorista suava e, de quando em quando, levava a mão à cabeça, como se houvesse algo ali que o incomodasse.

Súbito apareceu algo no meio da estrada. Parecia um carro policial. Dois homens sinalizavam para que o ônibus parasse.

O motorista se lembrou que era comum os assaltantes se disfarçarem de policiais... isso quando não eram os próprios policiais que praticavam os assaltos.

- Não pare para eles! - gritou um homem, entre lágrimas. São ladrões! 


- Vão matar todos nós. - choramingou uma mulher.

Apesar dos protestos, o motorista parou. Os dois homens entraram, armas na mão.

- Todos parados! - berrou um deles.

Havia algo de estranho nos dois... como se fizessem parte de outra realidade. Seus corpos pareciam intangíveis.

- São fantasmas, mamãe. São fantasmas! - gemeu a garotinha. Ele vieram para nos levar...

- Os homens devem se levantar e colocar as mãos para cima.- ordenou o policial.

Os homens, resignados, levantaram-se e deixaram-se revistar. Depois foi pedido que abrissem as sacolas. Os dois olharam tudo, depois saíram.

- Boa viagem! - disse um deles ao motorista, mas ele não respondeu.

Na verdade, o motorista nem mesmo pareceu prestar atenção neles. Ele simplesmente fechou a porta, sinalizou e saiu.

Os dois ficaram lá, parados no meio do mato, observando o veículo se afastar. Um deles encostou no carro e acendeu um cigarro.

- Sabe, eu não entendo porque temos de ficar aqui, no meio desta estrada esquecida por Deus revistando ônibus...

- Você não soube... do ônibus que foi assaltado?

- Não, eu estava de férias...

- Era um ônibus como este... - e apontou com o queixo o veículo que já sumia no horizonte. 


Eles pararam no meio do caminho para pegar um passageiro. Era um assaltante. Ele tentou parar o carro, mas o motorista se negou. Foi morto com um tiro na cabeça. O ônibus bateu, então, em um caminhão. Todo mundo morreu.

- Sabe, agora que você falou, estou me lembrando de uma coisa estranha... o cabelo daquele motorista parecia manchado de sangue...

- Você... você anotou a placa? - gaguejou o policial.

- Claro. Está aqui. É OB 1326.

O outro ficou lívido.

- Era... era o ônibus do acidente!

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Tomino no Jigoku (Tomino's Hell)

Tomino´s Hell (Inferno de Tomino) é um poema japonês amaldiçoado escrito por Yomota Inuhiko em um livro denominado "The Heart is like a Rolling Stone". O mesmo foi incluído em "Saizo Yaso" uma coleção de 27 poemas, em 1919.

A lenda conta que ler o poema em voz alta pode trazer consequências trágicas ao leitor, por isso recomenda-se lê-lo apenas na mente.  Os boatos sobre essa maldição tem um início incerto, mas o que é certo é que ler esse poema em voz alta vai, no mínimo, te ferir um pouquinho... um pouquinho... Há um aviso: "Se você ler esse poema em voz alta, coisas trágicas podem acontecer".

Existe uma história sobre um radialista. Conta-se que um locutor iniciou a leitura do poema em uma rádio, no meio da narração ele ficou sem ar, parou de ler, caiu e feriu-se com um corte. Ele foi levado a um hospital, onde precisou receber 7 pontos. Mesmo com toda essa situação, o homem recusou-se a acreditar que isso ocorrera como consequencia de ter lido o tal poema.

Você acredita nisso? Você sente o quão perigoso pode ser? Você pode morrer...
O poema está abaixo. Se você for corajoso pode ler à vontade, mas recomendo que, caso leia em voz alta, tente pelo menos ler em japonês. Não que isso evite as consequencias, mas enfim...
Tomino no Jigoku (Tomino´s Hell):

'Ane wa chi  wo haku, imoto wa hikaku, 

'''A velha irmã vomita sangue, a jovem irmã cospe fogo,

Kawaii Tomino wa tama wo haku

A pequena Tomino vomita pedras preciosas

Hitori jihoku no ochiyuku Tomino, 

Tomino caiu no inferno sozinha

Jigoku kurayami hana mo naki

'O inferno está envolto em escuridão,'e até as flores não florescem

Muchi de tataku wa tomino no aneka,

A irmã de Tomino que a castiga

Muchi no shubusa ga ki ni kakaru

A irmã mais velha que a açoita

Tatake yatataki yare tataka zutotemo,

Batendo, Batendo e Açoitando,

Mugen jigoku wa hitotsu michi.

A estrada para o inferno parece familiar.

Kurai jigoku e anai wo tanomu,

Quer leva-lo para o inferno escuro,

Kane no hitsu ni, uguisu ni.

Para as ovelhas de ouro e o rouxinol.

Kawa no fukuro ni yaikura hodoireyo,

Quando falta a bolsa de ouro,

Mugen jigoku no tabishitaku.

Para se preparar para um inferno familiar.

Haru ga kitesoru hayashi ni tani ni,

A primavera está chegando, mesmo nas florestas e nos córregos,

Kurai  jigoku tanina namagari.

Mesmo no fluxo do inferno escuro.

Kagoni yauguisu, kuruma ni yahitsuji,

Há um rouxinol na gaiola, e uma ovelha no vagão,

Kawaii tomino no me niya namida.

Lágrimas nos olhos da pequena Tomino

Nakeyo, uguisu, hayashi no ame ni Choro,

rouxinol, lágrimas

Imouto koishi to koe ga giri.

Ela grita por falta de sua irmãnzinha.

Nakeba kodama ga jigoku ni hibiki,

O choro ecoa por todo o inferno,

Kitsunebotan no hana ga saku.

E a flor vermelho-sangue desabrocha.

Jigoku nanayama nanatani meguru,

Nas sete montanhas e sete rios do inferno,

Kawaii tomino no hitoritabi.

A viagem solitária da pequena Tomino.

Jigoku gozarabamo de kitetamore,

Para receber você no inferno,

Hari no oyama no tomebari wo.

A agulha nas sepulturas.

Akai tomehari date niwa sasanu,

Fresco espeto perfura na carne vermelha,

Kawaii tomino no mejirushini.

Como um sinal da pequena Tomino.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Agares - O segundo espirito da goetia

Toda sexta eu trarei um espirito diferente da goetia para nosso tópico sobre goetia, muito bem, então vamos la.

Agares1.JPG 

O segundo espírito é um duque chamado Agreas, Agaros ou Agares. Está sob a potência do leste e aparece na forma de um homem velho, montando em cima de um crocodilo e carregando um pássaro em cima de seu punho, no entanto revela-se bem suave na aparência. 
Ele tem o poder de percorrer rapidamente grandes distancias e retornar quando requisitado. Ensina todas as línguas ou dialetos presentemente. Ele também destrói dignidades temporais e espirituais, e causa tremores sísmicos. Era da ordem das Virtudes e comanda 31 legiões de espíritos.


  • DESCRIÇÃO


Posição Zodíaca: 5-9 graus de Áries 
• Março 25.-29 
Carta do Tarô: 2 de Barras 
Cor da Vela: Vermelha 
Planta: Cravos 
Planeta: Marte / Mercúrio
Metal: Cobre 
Elementos: Ar e Fogo
Rank: Grão-Duque do Leste (REGIÕES DO INFERNO)


  • Selo de Agares


  Agares2.JPG

O próximo post sera sobre o espirito Vassago, até mas!

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Baal - O primeiro espirito da goetia

Como prometido, trago agora o primeiro espirito da goetia, então vamos la.

Bael.jpg

Bael ou Baal é o primeiro espírito da Goetia, é um rei que governa no leste, senhor da tempestade e da fecundidade. Seu nome vem da palavra ba’l e significa "dono", "senhor". 
Este espírito fala atropeladamente e guarda o poder de torná-lo invisível. Ele reina sobre 66 legiões de espíritos infernais e manifesta-se sob variadas formas, às vezes como um homem, e às vezes de todas as formas possíveis de uma vez.


  • Informações


• Posição Zodíaca: 0-4 graus de Áries
• Março 21-25 (21-30 março)
• Carta do Tarô: 2 de Barras (ditado por Azazel)
• Cor da Vela: Preto
• Planta: Samambaia
• Planeta: Sol (ditado por Azazel)
• Metal: Ferro (Ouro)
• Elemento: Fogo
• Rank: Rei


  • Selo de BAEL



Bael2.JPG


  • Mitologia


Baal é uma divindade fenícia, figura central na religiosidade da antiga Ugarit. Segundo a mitologia, a sua casa era o Monte Casio, o antigo Sapanu. Ele era o tradicional deus semita da tempestade, ao qual correspondia também o controle da fertilidade e da fecundação. Na mitologia grega Baal era associado ao nome Kronos, e depois Saturno pelos romanos.


  • Invisibilidade


A invisibilidade, neste caso, deve ser interpretada como "passar despercebido aos olhos".

O próximo post sera sobe o espirito Agares, até mas!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Dicas de séries - Hemlock Grove




Hoje em dia é muito raro e difícil de achar alguém que não gostar de series e filmes, e então vou trazer postagens com indicações de conteúdo relacionados ao terror, tipo filmes, series, livos, jogos e etc.
Nesta postagem eu vos lhe indico é uma serie que em minha opinião é uma das melhores já feita, pois a historias é muito boa, fazendo com que fiquemos mais e mais entusiasmados.
A indicação da vez é a série Hemlock Grove, que é um conto de mistério, assassinato e monstros que se passa em uma cidade da Pennsylvania.




  • Sinopse


A série começa quando o corpo de uma jovem é encontrado em um velho moinho. Alguns moradores suspeitam de alguém que escapou da Torre Branca. Outros acreditam que o assassino pode ser Peter (Landon Liboiron), um adolescente de 17 anos que diz a seus colegas que é um lobisomem. Ou poderia ser Roman (Bill Skarsgard), um arrogante cheio de problemas.
Enquanto o crime continua sem solução, os rumores se acumulam, e Peter e Roman decidem encontrar o assassino eles mesmos, confrontando as verdades indizíveis sobre eles mesmos e sobre Hemlock Grove.


  • Trailer da 1ª temporada


Obs: Não irei deixar links, mais caso você tenha uma conta na famosa plataforma de filmes e séries Netflix, você encontrara fácil, póis a série Hemlock Grove "É UMA SERIE OFICIAL NETFLIX".

Então é isso, ate a próximo post!